Estruturando o financeiro da sua empresa de construção civil

O sucesso da sua empresa de construção civil depende de qualidade da sua gestão financeira

O Sebrae aponta que 60% das empresas fecham as portas antes mesmo de completar 5 anos de atuação no mercado. Esse é um número preocupante também para as empresas da Construção Civil, um nicho que tem sofrido retração nos últimos anos. Esses dados, no entanto, não devem ser tratados como deterministas e não devem ser usados para desanimar os empresários do nicho. Ao contrário, deve servir de alerta para que haja maior dedicação do empresário à gestão do seu negócio.

Conheça os pilares na gestão de construtoras e incorporadoras

Pessoas

Seus colaboradores e clientes são a base da sua fonte de renda. Tratar bem funcionários e clientes não é só uma questão de valor humanitário, mas um fundamento administrativo que deve permear a gestão de todas as empresas.

Inovação

Inovação não significa necessariamente comprar equipamentos de última geração e revolucionar todos os processos da empresa. Inovar pode se tratar de renovar os processos antigos por novos mais eficientes ou simplesmente substituir a papelada por arquivos digitais.

Avaliação

Manter um processo de avaliação periódica é fundamental para melhorar os resultados da empresa, seja em termos de produtividade da equipe ou planejamento financeiro.

Planejamento

Organizar-se no tempo é fundamental para gerir uma empresa, de qualquer ramo que seja. Planejamento é a base para que você possa atingir suas metas e evitar imprevistos administrativos ou financeiros.

Porque se preocupar com a gestão financeira

Simples: ela sustenta o seu negócio! Gostar ou não de matemática não deve ser o fator que determina se você vai ou não se envolver na gestão das finanças da sua empresa. Se você é o empresário, precisa estar ciente de todos os processos administrativos, inclusive os contábeis.

Fiscalizar o departamento financeiro evita furos de caixa, atrasos nos pagamentos (que geram juros) e aquisições superfaturadas, além de prevenir problemas com a receita.

Dicas práticas para melhorar a gestão financeira da sua empresa

Separe as contas pessoais e empresariais

Esse é um erro muito cometido por empresários de primeira viagem e pode afundar seu negócio nos primeiros anos de funcionamento. Mantenha uma distinção clara entre as movimentações monetárias para fins empresariais das transações de fins pessoais, movimentando tudo o que for corporativo a partir da/para a conta bancária empresarial.

Os investimentos devem crescer com a empresa

Não se deve começar grande demais, para não cair na armadilha do “olho maior que a barriga”. Comece a empresa com investimentos fundamentais e depois escale conforme a empresa for crescendo, aumentando o número de funcionários e melhorando a estrutura dos escritórios proporcionalmente à saúde financeira da empresa.

Entradas e saídas de caixa em harmonia

Nunca negligencie o caixa da sua empresa, nem por um dia. Esteja sempre ciente de onde estão quanto a custos fixos, custos esporádicos, entradas fixas e entradas esporádicas. Se as saídas dos últimos meses estiverem gradualmente se aproximando do valor da entrada, comece a agir antes que os custos ultrapassem os ganhos.

Adiante-se

É aqui que vamos retomar o pilar do planejamento. Se você já separa as contas pessoais das contas da empresa, investe gradualmente e está ciente das entradas e saídas, essa não deve ser uma tarefa difícil. Programe os gastos do próximo mês para se prevenir. Se no fim do ano você terá que custear os décimos dos colaboradores, comece a organizar o financeiro para essa despesa com alguns meses de antecedência para não prejudicar seu lucro de dezembro.

Conte com a ajuda de quem entende de empresas da construção civil

Apoiar-se em empresas que já tem experiência de mercado pode ser fundamental para o desenvolvimento do seu negócio. Na hora de escolher seu escritório de contabilidade, por exemplo, você pode optar por uma empresa especializada no ramo da construção civil, que já está familiarizada com os melhores caminhos tributários para negócios da área. Tome como exemplo a Asconcil Gestão Contábil: a empresa possui 25 anos de experiência no ramo e histórico com mais de 100 construtoras e incorporadoras, algumas delas já estando há décadas sob os cuidados da Asconcil. Acesse nosso site e conheça mais sobre os serviços que oferecemos: www.asconcil.com.br.

Dicas de Contabilidade para Novos Negócios

Se você está abrindo um novo negócio, vai precisar de toda ajuda que conseguir encontrar no caminho. Pensando em facilitar esse trajeto, a Asconcil separou algumas dicas importantíssimas que vão te guiar rumo ao sucesso dessa primeira fase empreendedora.

Comece Certo

Se seu negócio já começar por vias tortas, vai ser muito mais difícil consertá-las posteriormente. Por isso o primeiro passo é ir até a prefeitura e a Junta Comercial da sua cidade. Assim, os processos legais possibilitarão que a empresa seja aberta dentro das regularidades previstas.

Modalidade e Regime Tributário

 Esses dois itens merecem uma atenção especial por parte do empreendedor. Eles dirão como a empresa deverá ser vista diante da lei nos processos jurídicos e tributários. No campo da modalidade, o empreendedor deverá escolher entre Empresário Individual, Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli) ou Sociedade Limitada. O regime tributário para MEs e EPPs é o Simples Nacional, enquanto que para a Sociedade Limitada, pode ser Lucro Presumido ou o Lucro Real, e é ideal que essa escolha seja feita sob a orientação de um profissional de contabilidade. 

Separe as Contas

Muitas empresas fecham as portas com menos de dois anos de funcionamento. Um dos maiores fatores responsáveis por esse índice é a falta de organização do empresário, que tende a misturar sua contabilidade pessoal com a contabilidade da empresa. Isso é um veneno para a economia da empresa (e do empresário), e deve ser evitado.

Rotina Contábil

Crie uma rotina semanal para a verificação de entradas e saídas. Acompanhando de perto o andamento da empresa, será mais difícil ser pego de surpresa por uma disparidade de dados fiscais. Dentro dessa rotina, três pontos merecem mais atenção:

  • Previsões de fluxo de caixa  – é a previsão das receitas e despesas mensais de sua empresa. É usada para identificar para onde os recursos financeiros devem ir em prioridade.
  • Percentuais de lucro  – lucro é o valor recebido pelas vendas de seus produtos ou serviços, menos os custos fixos e variáveis para produção dos mesmos, deduzido de todos os impostos inerentes às receitas.
  • Ponto de equilíbrio  – Ele acontece quando os rendimentos totais equivalem às despesas totais do período analisado. Uma vez alcançado o seu ponto de equilíbrio, ter lucro é o próximo passo.

Acompanhamento Especializado

Ser acompanhado por uma empresa especializada em gestão contábil pode trazer diversos benefícios à sua empresa. Ela poderá te guiar pelas melhores decisões tributárias, evitando multas e encargos e te direcionando para melhores decisões contábeis.

 Se você pretende abrir, ou possui uma empresa na área da construção civil, entre em contato conosco clicando aqui e entenda porquê somos referência no cenário contábil desse segmento.